Mapas do Mundo
Atual, Acreditável, Consistente

Get Custom Mapping Quote +1 408 637 0064 | sales@mapsofworld.com

Mapa do Mundo / Mapa Guatemala

Mapa Guatemala

A Itália, conhecida oficialmente como República Italiana, é uma república parlamentar unitária na Europa central. Uma península no Mar Mediterrâneo, o território da Itália inclui as ilhas da Sicília e da Sardenha e estende-se em direção à Grécia e ao norte da África. Ao norte, a Itália faz fronteira com França, Suíça, Áustria and Eslovênia ao longo dos Alpes.

História
O Homem moderno chegou na península italiana há 40,000 anos. A região era habitada por diferentes povos antigos, como os etruscos. Os gregos micênicos chegaram entre os séculos XVII e XI a.C. e, entre os séculos VIII e VII a.C., e estabeleceram colônias no sul e na Sicília.

Roma desenvolveu-se de uma sociedade agrícola para o Império Romano, que controlou toda a região do Mediterrâneo durante sua existência, após se misturarem com os gregos antigos. Muitas partes da civilização ocidental de hoje são baseadas nesta sociedade, incluindo o sistema legal e as artes. Em 395 d.C., o enorme Império Romano foi dividido em Império Romano do Ocidente e Império Romano do Oriente. O Império do Ocidente ruiu em 476 d.C.

Durante a Idade Média, após anos de invasões, a península foi dividida entre os Imperadores do Sacro Império, cujos apoiadores eram chamados Ghibellini, e os papas, cujos aliados eram os Guelfi. A disputa pelo poder entre esses dois partidos levou à divisão da península italiana em muitas partes. Veneza e Gênova, entre outras regiões costeiras, tornaram-se líderes do comércio internacional. A Sicília foi conquistada pelos árabes e se tornou um estado islâmico de 965 a 1072.

Durante a recuperação da Peste Negra de 1348, que matou um terço da população da Itália, surgiu a Renascença Italiana, com seu auge na metade do século XV. As cidades-estados no norte da Itália iniciaram o feudalismo, e alguns feudos englobaram as áreas ao redor, tornando-se territórios maiores e mais fortes chamados Signorie (estados regionais). As maiores que surgiram foram Florença, Milão e Veneza, que assinaram um tratado de paz, a Paz de Lodi, em 1454, que durou por cerca de 40 anos. Nas regiões mais baixas da Itália, a terra estava dividida em Estados Papais e Nápoles.

As Guerras Italianas duraram de 1494 a 1559, quando a dinastia Habsburgo assumiu o controle. O norte da Itália passou para as mãos do Império Francês, enquanto o sul da Itália era todo parte de Nápoles, governada pelo cunhado de Napoleão, Joachim Murat. A Itália foi restabelecida após o Congresso de Viena em 1814.

A unificação de Nápoles e Sicília foi declarada em 17 de março de 1861, como resultado dos esforços de Giuseppe Garibaldi, tornando-se um estado-nação. Em 1866, Vittorio Emmanuele II aliou-se à Prússia e iniciou a terceira guerra da independência da Itália, lutando para recuperar o controle do norte da Itália das mãos da Áustria – e a Itália foi, então, totalmente unificada.

A Itália começou a colonizar outras regiões, estabelecendo colônias na Somália, na Eritreia, na Líbia e no Dodecaneso ao final do século XIX. Durante a Primeira Guerra Mundial, a Itália ficou neutra, mas uniu-se à Entente, recebendo em troca as regiões de Trento, Trieste, Gorizia, Gradisca, Ístria e o norte da Dalmácia do Império Austro-Húngaro e do Império Otomano.

O ditador fascista Benito Mussolini chegou ao poder na década de 1920, aliando-se mais tarde à Alemanha nazista, o que levou à derrota da Itália na Segunda Guerra Mundial. A monarquia italiana foi substituída por uma república democrática em 1946, e a Itália tornou-se membro titular da OTAN e da Comunidade Econômica Europeia (CEE).

Geografia: 
A Itália é uma península no sul da Europa, projetando-se em direção ao Mar Mediterrâneo, junto com suas duas grandes ilhas, Sicília e Sardenha. A Itália faz fronteira com França, Suíça, Áustria e Eslovênia ao norte. O restante da Itália é banhado pelo Mar Mediterrâneo, embora esteja a uma curta distância de Croácia, Grécia e parte do norte da África. Há dois estados independentes dentro do território da Itália: San Marino e Cidade do Vaticano. Há um exclave italiano localizado na Suíça, chamado Campione d'Italia.

As grandes cadeias montanhosas dos Alpes e dos Apeninos atravessa o país. Os principais rios são o Rio Pó, o Arno, e o Tibre. A Itália também abriga 14 vulcões, embora apenas três estejam ativos: Etna, Vesúvio e Stromboli. A Itália desfruta de um clima mediterrâneo e tem uma longa costa com muitas praias.

Política: 
A Itália é governada por uma república parlamentar, com um presidente como chefe de estado, e um primeiro ministro, intitulado Presidente do Conselho dos Ministros, que é o chefe de governo. O parlamento bicameral é composto pelo Senado da República e pela Câmara dos Deputados.

A Itália é dividida em 20 regiões, que são divididas em 110 províncias e 8.100 municípios. Cada região é autônoma e possui uma capital centralizada.

Viagem: 
A Itália é um dos destinos turísticos mais populares do mundo, com muitas cidades famosas, regiões interioranas e locais históricos que atraem os viajantes para sua beleza natural preservada. Roma, a capital, é uma grande cidade com um sítio histórico famoso em cada canto, do Coliseu ao Panteão e ao Vaticano. Florença tem locais famosos e obras de arte em seus muitos museus, enquanto os canais de Veneza oferecem passeios de gôndola e restaurantes românticos. As belas praias e ilhas da Itália trazem visitantes para férias relaxantes no verão.

Talvez a Itália seja mais conhecida pela comida e pelo vinho, com muitas especialidades, como pizza, panini e massas diversas, além de outros pratos regionais que podem ser experimentados pelo país. Vinícolas são encontradas por todo o país, normalmente nas cidades e regiões segundo as quais os vinhos são batizados.

Educação: 
A Itália possui tanto instituições educacionais públicas como privadas, embora a rede pública tenha alto padrão e seja gratuita. A frequência é obrigatória para alunos de seis a quinze anos, e a escola está dividida em vários níveis. Os estudantes começam no jardim de infância, que é opcional, e seguem para a escola primária, onde permanecem até os dez ou onze anos; daí vão para a escola secundária inferior e superior. A secundária inferior abriga alunos de dez a treze anos e segue um currículo mais avançado que a escola primária. A secundária superior dura cinco anos. Há várias escolas secundárias temáticas, como escolas científicas, escolas artísticas e escolas técnicas, que têm currículos mais específicos.

Há uma vasta gama de universidades pela Itália, incluindo algumas das melhores universidades do mundo. A universidade mais antiga do ocidente, fundada em 1088, é a Universidade de Bologna, que é classificada como uma das melhores universidades. A Universidade Bocconi e a Politécnica, ambas de Milão, são altamente conceituadas no ramo de negócios e de programas técnicos, respectivamente.

Trívia:  O Monte Etna é o vulcão mais ativo do mundo.
A Itália é o quarto país mais visitado do mundo.
A Basílica de São Pedro, no Vaticano, é a maior igreja cristã do planeta.
As regiões da Itália têm seus próprios dialetos, que são bem diferentes do italiano padrão. O italiano padrão de hoje é baseado no dialeto florentino.
Milão, a segunda maior cidade da Itália, é uma das quarto grandes capitais mundiais da moda. As principais grifes italianas incluem Gucci, Armani, Versace, Prada, Dolce & Gabbana e Valentino.